Fisioterapia no Trabalho Motiva e Integra Equipes

O resultado pode ser visto pelo baixo índice de afastamento ou doenças ocupacionais.
A Fisioterapia do Trabalho desenvolve ações voltadas para a promoção, prevenção e  manutenção da saúde do trabalhador. A presença do profissional da fisioterapia no ambiente empresarial propicia a integração harmônica entre as condições físicas e emocionais do trabalhador e a demanda da empresa no sentido de ter profissionais atuantes.
A fisioterapeuta do trabalho Fabiana Grenda, explica que o resultado da Fisioterapia do Trabalho beneficia não só o trabalhador e a empresa, como também o cliente, que se fica satisfeito ao ser atendido por um profissional disposto  e motivado.
“Nosso trabalho tem resultado imediato e reflete também no longo prazo. Os colaboradores expressam satisfação e com as atividades desenvolvidas se sentem mais dispostos e animados para trabalhar, além da integração  que as atividades proporcionam”, observa Fabiana.
Ela acrescenta que o fisioterapeuta do trabalho deve ter o máximo de conhecimento no ramo de atividade em que atua, da realidade e cultura da empresa em que está inserido.  E deve aliar, ainda, os conhecimentos específicos em prevenção, ergonomia, biomecânica, qualidade de vida, normas regulamentadoras, dentre outros.
“O Fisioterapeuta do Trabalho pode  integrar  uma equipe multidisciplinar participando do planejamento e implantação de  programas destinados à educação para a saúde do trabalhador, ou mesmo, ser um gestor de qualidade de vida na empresa”, informa Fabiana.
O resultado do trabalho pode ser visto pelo baixo índice de afastamento ou doenças ocupacionais. Além disso, o trabalho do fisioterapeuta extrapola o âmbito organizacional, uma vez que as orientações posturais abrangem também as atividades que ele desenvolve em casa, por exemplo, forma de dormir, sentar-se, mudar móveis de  lugar, carregar mochila, escolha de colchão, etc.
“O fisioterapeuta na empresa contribui não apenas para a qualidade de vida e satisfação dos funcionários no trabalho, mas também para a imagem positiva e melhor proteção legal da empresa, impactando positivamente os seus resultados”, pontua a fisioterapeuta.
Há seis anos ela acompanha uma rede de supermercados em Cuiabá. “Já deparamos com algumas situações de queixas de dores musculares de trabalhadores, que ao fazermos análise e acompanhamento do caso, identificamos que tais dores resultavam da postura incorreta causada por atividades diárias realizadas em casa,” comenta a profissional.
O comprometimento do profissional de fisioterapia bem como os resultados que ele apresenta reforça sua importância na área, o que tende a aumentar a demanda de atuação do profissional na empresa. “É importante destacar, ainda, que o fisioterapeuta tem que estar junto do trabalhador, acompanhar o seu dia-a-dia, a sua relação com os equipamentos, a sua condição emocional, seu jeito de ser e de relacionar com as pessoas, pois tudo isso pode trazer implicações positivas ou negativas nas chamadas doenças ocupacionais. O leque de atuação do profissional é imenso”, pondera Fabiana Grenda.

 

Fonte: Fisioterapia

Deixe uma resposta