Pré-parto: dúvidas e indicações à fisioterapia

De acordo com a fisioterapeuta Vanessa Marques, há técnicas específicas que auxiliam a mulher deixando a mais tranquila e segura.
Até as 35 semanas, a futura mamãe já deve ter preparado o quartinho do bebê, a malinha da maternidade e ter feito até cursos especiais de gestantes.
A preparação do parto é um momento sublime da vida. De acordo com a fisioterapeuta Vanessa Marques, há técnicas específicas que auxiliam a mulher deixando a mais tranquila e segura.
“A preparação do Períneo é uma delas”!“A gestação é uma das principais causas da fraqueza dos músculos do assoalho pélvico feminino. Os exercícios podem acompanhar a futura mamãe em várias fases, prevenindo e tratando a incontinência urinária, obstinação, disfunções sexuais, prolapsos dos órgãos genitais ( ex: bexiga caída), dores na região pélvica, seguindo e orientando no pré e no pós parto”, diz Vanessa.
De acordo com a fisioterapeuta, a mulher de hoje está mais preocupada com sua saúde e qualidade de vida, procurando tratamentos e meios de prevenção que a vejam como um todo. E neste caso é importante o apoio de uma equipe multidisciplinar.

A preparação para o parto com a Fisioterapeuta:
• Na fase da gestação ocorre uma sobrecarga nos músculos do assoalho pélvico, pois além de sustentar o peso constante dos órgãos pélvicos agora ela precisa sustentar todo o peso do bebê, da placenta, liquido amniótico durante todo o dia, especialmente quando a mulher está em pé ou sentada.
• O reforço da musculatura perineal durante a gravidez, por meio da realização de exercícios perineais é fundamental para manter a força e a tonicidade desses músculos, funcionando como uma forte arma contra a incontinência urinária e outras disfunções, auxiliando também na expulsão do bebê no momento do parto proporcionando uma maior percepção da região do períneo.
• Fortalecer o assoalho pélvico para a prevenção da incontinência urinária, incontinência fecal e prolapsos;
• Preparar o assoalho pélvico para o parto normal alongando e relaxando esta musculatura;
• Ensinar técnicas de respiração;
• Ensinar e orientar a massagem perineal;
• Ensinar exercícios que podem ser feitos durante o trabalho de parto;
• Ensinar ao pai como pode ajudar e apoiar a mamãe durante o trabalho de parto;
• Tratar as dores decorrentes das alterações posturais da gravidez;
• Tratar os edemas decorrentes da gestação(drenagem linfática);
• Promover o bem-estar da grávida aumentando a sua qualidade de vida durante a gravidez.
“Por todos estes motivos, o ideal seria que a mulher ao planejar uma gestação ou até mesmo  passar em uma consulta de rotina com seu ginecologista/obstetra, inicio de um trabalho preventivo. Vale destacar a massagem perineal, que promove um relaxamento e alongamento progressivo dos músculos da região perineal, útil para os casos onde é necessária a facilitação na abertura do canal vaginal, como nos casos de vaginismo ou na preparação para o parto.
Vanessa Marques utiliza o EPI-NO (dispositivo alemão usado na preparação e recuperação perineal)
O epi-no é um aparelho alemão que ajuda a alongar e preparar o períneo para o parto e também para exercitar os músculos do assoalho pélvico. Pode ser usado durante a gestação e pós-parto. Com a utilização deste equipamento é possível aumentar a flexibilidade da musculatura da região, evitando a episiotomia ou as lacerações que podem acontecer durante o parto. Quando o períneo permanece intacto e preparado a recuperação no pós-parto será muito melhor.

 

Fonte: Fisioterapia

Deixe uma resposta