Tratamentos estéticos para afinar a cintura

Conheça tratamentos estéticos que vão ajudar a diminuir a cintura e conseguir o efeito silhueta de barbie:

Ultrashape V3 Seus pulsos ultrassônicos

Promovem a quebra imediata e permanente das células de gordura. “O tratamento proporciona às pacientes uma forma prática, não invasiva e sem necessidade de tempo de recuperação de reduzir a circunferência do corpo. Ele destrói apenas as células de gordura, deixando os vasos sanguíneos, nervos e tecidos conectivos intactos e sem a necessidade de manutenção. O ultrassom focalizado Ultrashape não provoca nenhuma lesão, inchaço ou sensação desagradável após o tratamento”, diz Karla Assed, dermatologista (RJ). São indicadas de uma a três sessões quinzenais e é possível perder de 0,7 a 1,5 cm já na primeira sessão.

Power Shape Platform

O equipamento une três tecnologias: radiofrequência, que atua na flacidez; massagem a vácuo, para aumentar a circulação; e ultrassom cavitacional, que rompe as células de gordura. “O procedimento é indolor e não deixa equimoses (roxos). Primeiro, aplica-se a ponteira de radiofrequência e o vácuo por 20 minutos e, em seguida, o ultrassom”, diz Hélen Zangirolami, fisioterapeuta e coordenadora do setor de estética da Clínica Splendore (SP). São recomendadas oito sessões e o tratamento promete a perda de até 6 centímetros de cintura.

Freeze

O aquecimento (leve e suportável) provocado pela radiofrequência, associado aos pulsos magnéticos, tem a função de aumentar a síntese de colágeno e elastina, o que deixa a pele mais firme e jovem. Além disso, reduz o volume das células de gordura, remodelando o contorno corporal e melhorando a celulite. “As técnicas se complementam e tratam a causa dos problemas refletindo em uma melhora estética visível. Os resultados são efetivos em curto e longo prazo”, afirma Marinez Peracchi, especialista em Medicina Estética da Clínica Dicorp (RJ). O tratamento promete a perda de 2 centímetros por sessão e são necessárias, em média, oito, com intervalos semanais.

Reaction

A radiofrequência associada à massagem a vácuo promove aquecimento localizado e controlado da área a ser tratada, promovendo contração da gordura e diminuição da flacidez da pele. “Para diminuir a cintura, recomendamos oito sessões, uma por semana, que dura cerca de 30 minutos, em média. Os efeitos podem ser notados a partir da terceira sessão”, garante Sylvia Ypiranga, dermatologista (SP). A perda varia de acordo com o metabolismo de cada pessoa, mas é possível reduzir de 2 a 6 centímetros de circunferência ao final do tratamento.

Coolsculpting

A tecnologia da criolipólise, emitida pelo equipamento, combate a gordura localizada por meio do congelamento dos adipócitos, levando-os naturalmente à autodestruição em um período de seis a oito semanas. “Os primeiros resultados aparecem 20 dias após o procedimento”, explica Thais Pepe, dermatologista (SP). São indicadas de uma a duas sessões, com intervalo de 90 dias. Segundo Luciana Lourenço, dermatologista (SP), é possível reduzir, em média, 25% da gordura na região da cintura, ou seja, cerca de dois números no manequim.

Composto orgânico

Estudo realizado pela Universidade do Estado da Luisiana, nos Estados Unidos, mostrou que um creme contendo xantina (composto orgânico) pode promover uma redução de até 11 centímetros da circunferência da cintura. Segundo Maurício Pupo, professor de Cosmetologia (SP), o composto é totalmente seguro e compatível. Para surtir os efeitos desejados, o creme deve conter 0,5% de xantina e ser aplicado na região da barriga duas vezes ao dia. De preferência após o banho. Os resultados podem ser vistos após 12 semanas de uso.

Fonte: corpoacorpo.uol.com.br

Deixe uma resposta