Trombose em viagens longas de avião: como prevenir?

Este é um medo comum entre passageiros que passarão por longas viagens de avião e de fato isso deve ser uma preocupação já que a pessoa fica sem mover as pernas por um longo período de tempo, o que prejudica o retorno venoso. Essa redução da velocidade do sangue pode causar formação de trombos dentro de veias profundas, com obstrução parcial ou total, sendo mais comum nos membros inferiores em 80 a 95% dos casos e é conhecida como trombose venosa profunda.

O problema maior é em pessoas que tem alguma predisposição a ter trombose e estão nesta situação de voos mais longos. O sintoma mais comum é inchaço de panturrilha, acompanhado ou não de dor e calor local. Geralmente sente-se uma das panturrilhas mais entumecida (dura).

____

Algumas dicas podem ajudar:

  • Use roupas confortáveis e um pouco mais largas, que não causem compressão.
  • Use meias elásticas medicinais, prescritas por médico e calçadas adequadamente, para auxiliar no retorno venoso.
  • Tome bastante líquido, principalmente água. O líquido, além de hidratar, também motiva a pessoa a se levantar para ir ao banheiro.
  • Evite ficar mais de duas horas parado na mesma posição.

____

Alguns exercícios feitos no próprio assento do avião também ajudam muito na circulação do sangue venoso. Há companhias aéreas, inclusive, que orientam como fazê-los. Os mais comuns e recomendados são:

  • Movimento circular com o tornozelo: erga os pés e tente desenhar círculos no ar com os dedos apontados para cima. Gire um pé durante 30 segundos, alternando posições, e repita o movimento com o outro pé.
  • Bombeamento com a panturrilha: com os calcanhares no chão, erga as pontas dos pés e aponte-as para o alto o máximo que conseguir. Depois coloque todo o pé no chão e repita o movimento, mas dessa vez deixando o peito do pé no chão e erguendo o calcanhar. Faça o exercício durante 30 segundos – esse exercício lembra muito o movimento de pedal das máquinas de costurar antigas. Sinta a musculatura da sua panturrilha se movimentando.
  • Joelho no peito: erga o joelho até o peito e segure com as mãos. Fique nesta posição por 15 segundos e retorne a perna lentamente ao solo. Faça o movimento com a outra perna e repita o exercício dez vezes.

São dicas simples que podem ajudar, entretanto, o ideal para pessoas que tenham predisposição a ter essa doença, seria antes de uma viagem longa, consultar um angiologista, que poderá prescrever um medicamento para prevenção da trombose, e depois é só curtir uma viagem tranquila!

_____

Acesse Shopfisio.com.br e veja nossas promoções!

Deixe uma resposta