Sabia que o cisto pilonidal é frequente em jovens entre 15 a 30 anos, pois essa é a idade onde as pessoas produzem mais sebo no folículo piloso, portanto é a faixa mais frequente para se desenvolver. 

Quer saber o que é cisto pilonidal? Leia esse artigo até o fim e descubra tudo sobre isso. 

Boa leitura!

O que é cisto pilonidal?

O cisto pilonidal é uma bolsa que no seu interior tem células epiteliais, glândulas sebáceas, sudoríparas e pelos. Esse cisto é uma variação do cisto dermoide que também contém pelos, glândulas sudoríparas completas e outras estruturas rígidas como “unha e ossos”. 

A região mais comum para cisto pilonidal aparecer é perto da sacrococcígea (final da coluna), acima do ânus. Alguns estudos apontam que acima do ânus entre os glúteos é um local propício para o cisto pilonidal aparecer, no entanto, existem:

  • No couro cabeludo
  • No umbigo
  • Nas axilas

O que causa cisto pilonidal?

Não existe uma causa para o surgimento do cisto pilonidal, no entanto, existem teorias que explicam como esse tipo de lesão é provocada. A teoria mais aceitável explica que os pelos soltos do corpo por calor, atrito ou pressão conseguem atravessar a pele e se inserir na camada subcutânea. Dessa forma, presença do pelo sem ligação com os folículos pilosos gera uma inflamação no local e os cistos pilonidais surgem.

Existe outra possibilidade para o cisto surgir, seria por alteração hormonal e alteração nas glândulas sebáceas, essas alterações geram a foliculite um quadro inflamatório do folículo piloso. Quando a foliculite acontece forma-se um abscesso pilonidal causado pela bactéria staphylococcus aureus, que habita nossa pele normalmente.

A última teoria explicando a causa é sobre os pelos encravados, alguns especialistas acreditam que esses pelos curvam-se e entram no folículo piloso novamente, ou seja, não conseguem atravessar as camadas de pele e geram um processo inflamatório no local.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico deve ser feito por um médico, geralmente ele investiga os sintomas da doença com um exame clínico na região. Ainda não existe nenhum tipo de teste ou diagnóstico de imagem para confirmar o cisto pilonidal.

Porém, o médico pode solicitar um hemograma para analisar a taxa de leucócito do paciente, pois o aumento dos leucócitos está associado a doença. Entretanto, os leucócitos podem aumentar por diversas causas, não necessariamente seria a doença pilonidal.

Quais são os sintomas?

O que é cisto pilonidal

Os cistos pilonidais são bem característicos, são assintomáticos e possuem um pequeno furo onde um líquido com cheiro desagradável sai. No começo é possível observar que sulco do cisto pilonidal sai entre as nádegas e produz sinais clássicos de um processo inflamatório, como:

  • Dor
  • Calor (Rubor)
  • Edema 
  • Secreção purulenta saindo

Cirurgia é a única opção?

Não, a cirurgia cisto pilonidal não é a única opção, o tratamento antibiótico é a outra opção. Mas quando os antibióticos não conseguem controlar a doença, a cirurgia de ressecção é o tratamento mais indicado.

O que é ressecção?

A ressecção do cisto deixa uma ferida aberta para que ela possa cicatrizar de forma natural, esse procedimento é chamado de cicatrização por segunda intenção, é o mais indicado para feridas infecciosas. Através da cirurgia o médico remove totalmente o cisto e as estruturas dentro dele.

A técnica de ressecção é a ideal, pois existe uma menor chance do cisto pilonidal voltar, o risco é considerado baixo quando comparado a ferida fechada com pontos. 

No entanto, após a cirurgia o paciente precisa trocar adequadamente o curativo diariamente, lavar com sabão antisséptico e cobrir com gazes.

Como tratar cisto pilonidal?

O paciente pode controlar o cisto com sabonetes antissépticos e realizar a higiene adequada no local, no entanto, é imprescindível que ele passe por um médico para recomendações adequadas. 

O cisto pilonidal cura sozinho?

Não, o cisto precisa de atendimento médico cirúrgico, principalmente na fase de inflamação onde existe dor, calor e vermelhidão. Nessa fase é recomendável a drenagem na região, que geralmente é realizada com estilete e anestesia local.

Quais são as recomendações para quem tem cisto pilonidal?

As melhores recomendações para quem tem cisto pilonidal são:

  • Não ficar muito tempo sentado
  • Controlar o peso do corpo
  • Manter a região sem umidade, suor e sempre limpa
  • Usar sabonete antissépticos na região
  • Não usar roupas quentes de tecido sintético e nem roupas íntimas que possam esquentar a região sacrococcigiana.

Como evitar que o cisto Pilonidal inflame?

Sempre faça uma boa limpeza na região, mantenha limpa e seca. Evite a pressão no local, como ficar longos períodos sentados, essa é uma das melhores formas de controlar a inflamação Não esqueça de passar no médico, os medicamentos antibióticos receitados ajudam muito no tratamento.

Como tirar pus do cisto Pilonidal?

O pus deve ser retirado através da drenagem pilonidal, procedimento realizado pelos médicos, mas às vezes a saída do pus ocorre de forma natural. Quando acontecer a saída do pus sem intervenção médica é importante que você procure um médico para o tratamento definitivo e remoção de todo tecido subcutâneo dentro do cisto. 

Sabia que os restos dos tecidos podem causar infecção no paciente, por isso a drenagem caseira não é recomendada!

Por fim, é importante que os pacientes com cisto pilonidal sejam acompanhados por um médico, afinal existem ciclos para o cisto. De forma que ele pode estar na fase inflamatória ou não, somente a avaliação médica pode determinar o melhor tratamento para retirar o tecido subcutâneo do cisto e evitar infecções.

CUPOM SHOPFISIO

Comentários