Você sabe como tirar estrias?

Essa é a pergunta que muitas pessoas que sofrem com esse problema se fazem todos os dias.

A boa notícia é que há vários tratamentos disponíveis para ajudar você a se livrar desse problema.

Quer saber como? Neste post você saberá quais são as principais formas de tratamento, bem como um protocolo para você se tratar em casa.

O que são estrias?

Conhecidas por todo mundo e presentes em praticamente todas as pessoas, as estrias são inimigas declaradas do corpo perfeito. São caracterizadas por um rompimento das fibras elásticas que sustentam a camada intermediária da pele, formada por colágeno e elastina.

Sejam adultos, adolescentes, crianças, homens ou mulheres, as estrias estarão presentes em seus corpos. Geralmente aparecem após a distensão excessiva ou abrupta da pele (crescimento rápido, engordar rapidamente, gestação com aumento exagerado de peso, entre outros fatores), que gera uma inflamação e depois rompimento das fibras elásticas e colágenas.

Por que as estrias aparecem?

As estrias são causadas pela rotura da derme em fases em que o crescimento do corpo acontece rapidamente, como a gravidez e a adolescência.

Essas tão temidas cicatrizes são formadas quando há uma destruição de fibras elásticas e colágenas na pele, normalmente é causada por estiramentos como: efeito sanfona, crescimento acelerado, ganho ou perda de peso muito rápido.

A espessura da derme e da epiderme aumenta e diminui, dessa forma as estrias aparecem. Em alguns casos específicos, podem coçar ou arder, mas no geral, não têm sintomas em seu aparecimento.

Como evitar as estrias?

  • Hidrate a pele, já que uma pele bem hidratada não apresenta tanta estria.
  • Tenha uma alimentação saudável com itens com vitaminas A, C e E. A vitamina A ajuda a regular o tecido autônomo. Enquanto a vitamina C ajuda a melhorar a microcirculação, ajudando na formação do colágeno.
  • Tente manter o peso, evitando o “efeito sanfona”, responsável pela maior formação de estrias.

O que a ciência diz sobre as estrias?

Na literatura disponível sobre estrias, os autores são unânimes em considerá-la como seqüela irreversível. Estudo de Guirro e col. (1990), utilizando corrente contínua filtrada constante da ordem de alguns micros amperes (microgalvânica), abriu uma nova perspectiva no tratamento das estrias.

Quais são os melhores tratamentos para tirar estrias?

Para essas “vilãs” do corpo perfeito existem diversos tratamentos, alguns deles são muito eficazes e bem recomendados, como:

1. Carboxiterapia

 A carboxiterapia funciona com gás carbônico (CO₂),. Quando ele é aplicado sobre a estria, proporciona a produção de colágeno, o que resulta na distensão e assim age sobre as marcas que tanto incomodam.

Os benefícios são muito mais visíveis em estrias vermelhas, pois são mais “recentes” e assim, o tratamento é mais efetivo. As estrias brancas possuem um tratamento mais complexo, pois não serão completamente regeneradas, pois as fibras elásticas já foram rompidas totalmente.

2. Corrente Microgalvânica

A corrente microgalvânica gera uma estimulação dérmica, que provoca um processo inflamatório em toda a extensão da estria, esse processo é responsável pela regeneração do tecido através da produção de colágeno.

3. Micropuntura

A micropuntura é um procedimento estético que estimula a pele através de um aparelho chamado dermógrafo, onde, através de uma pequena agulha, cada estria é trabalhada individualmente, a fim de estimular o organismo a regenerar aquela área do corpo, causando um processo inflamatório que necessita ser cicatrizado. Assim, o corpo produz colágeno, responsável pela regeneração e elasticidade do tecido.

4. Peeling de cristal

O peeling de cristal é considerado como um dos tratamentos mais eficientes. É indicado para o tratamento de estrias, pois, além de poder ser aplicado em qualquer região do corpo, é uma esfoliação profunda, onde a pele se escama e dá espaço para a pele regenerada. O procedimento é um dos favoritos de famosos e artistas. Mas, para sua eficiência ser potencializada, é necessário hidratar a pele sempre e não dispensar de forma alguma o protetor solar após as sessões.

5. Eletroestimulador

Dados preliminares mostraram que ocorre um acentuado aumento no número de fibroblastos jovens, uma neovascularização e o retorno da sensibilidade dolorosa após algumas sessões de eletroestimulação.

Qual a eficácia da eletroestimulação para estrias?

A eficácia do tratamento, desde que controlada as variáveis, pode chegar até 100%, dependendo da capacidade reacional de cada paciente, variando o número de sessões de acordo com a cor da pele, a idade e tamanho das estrias.

É importante que não haja promessa de eliminação total da estria, visto que é impossível prever o resultado para todos os indivíduos. É importante que o tratamento inicie homolateral, deixando se um lado controle para observação macroscópica da evolução do tratamento. Quando o reparo for perceptível, iniciar o tratamento no lado contralateral.

Como funciona o tratamento?

O método é invasivo e o processo de regeneração da estria está baseado na compilação dos efeitos intrínseco da corrente contínua, e dos processos envolvidos na inflamação aguda. Por se tratar de uma técnica invasiva, há necessidade de se questionar o paciente quanto a sua predisposição para o aparecimento de queloides, utilização de medicamentos, integridade da pele, etc.

Para a realização do tratamento anti-estrias, há necessidade de um eletrodo ativo especial, o qual consiste de uma fina agulha sustentada por um eletrodo do tipo caneta. O eletrodo passivo é do tipo placa. Pelo fato dos eletrodos possuírem tamanhos diferentes, o menor, a agulha, apresenta maior concentração de corrente.

Qual é a faixa ideal?

A faixa ideal para tratamento das estrias concentra-se na faixa de 70 a 100 micro ampéres (uA), podendo variar dependendo da sensibilidade do paciente.

Como o Striat é importante para tratamento de estrias?

O Striat é um aparelho de eletroestimulador de simples operação, tornando-se essencial para a prática clínica em dermatofuncional e traumato-ortopedia.

É um equipamento de corrente contínua (galvânica em miliampéres) e micro corrente contínua (galvânica em microampéres), com a finalidade de fazer ionização apoiar nos tratamentos de rugas e estrias.

A técnica consiste na aplicação de suave estimulação elétrica através de eletrodos colocados em áreas corporais. Esta técnica é não invasiva, sem efeitos sistêmicos, não causa dependência e não tem efeitos colaterais indesejáveis.

A intensidade de corrente necessária ao tratamento depende da sensação do paciente. Sendo assim, o tratamento deverá ser iniciado com níveis de intensidade mínimos (bem baixos), aumentando-se cuidadosamente até se conseguir os efeitos adequados ao procedimento e de acordo com a reportagem do paciente.

Quando uma pessoa é submetida aos vários tipos de corrente, ela irá sentir uma sensação de formigamento no local ou nas áreas entre os eletrodos. Essa sensação é normalmente confortável para a maioria dessas pessoas. O grau de sensação é controlado pelo ajuste dos parâmetros (controles) do equipamento.

Devido à tecnologia utilizada ser a mesma dos microcomputadores, estes controles operam via teclado de toque. Todas as informações referentes aos parâmetros escolhidos pelo profissional terapeuta serão mostradas em visor numérico.

Qual o melhor protocolo para combater as estrias?

Para combater as estrias:

  1. Higienização; Esfoliação;
  2. Aplicação do Beauty Oxi;
  3. Realizar, com o aparelho de corrente microgalvânica, a técnica de escarificação usando a ponteira “cone” e uma intensidade de 50µA, até gerar hiperemia da área e levantar estrato córneo;
  4. Logo após aplicar na área tratada fator de crescimento;
  5. Finalizar com o uso de protetor solar.

Quais as melhores receitas caseira para tratar estrias?

Você deve ter muito cuidado ao usar receitas caseiras, já que você não sabe a procedência dela. Por isso, procure sempre a opinião de um profissional antes de usá-la.

Para não deixar você com desejo em ter um tratamento eficaz, separamos 2 receitas recomendadas por profissionais reconhecidos na área. Confira!

Tratar estrias com óleo de cozinha e abacate

Embora muitas pessoas possam achar estranho, o óleo de cozinha pode trazer bons resultados para estrias. É possível encontrar diversas mulheres relatando mais eficiência em seus tratamentos do que em muitos dermocosméticos.

Ao unir o tratamento com o abacate, os resultados são ainda mais satisfatórios.

Quer saber agora como preparar sua receita? Veja agora no vídeo da Patrícia Elias:

Remover estrias com Bepantol

Outra dica é dada pelo Dr. Lucas Fustinoni. O Bepantol tem como ingredientes o Dexpantenol e Vitamina B5. Vale lembrar que ele é útil na fase precoce das estrias.

Quem usa o Bepantol na fase de risco (sabe que está engordando ou está grávida, por exemplo), pode ajudar a preveni-la.

Agora que você sabe tudo sobre como tirar estrias, aproveite e compre os principais produtos que podem combatê-las.

Como você leu este artigo até o final, você ganhou um presente.

Comentários