Espinhas: o que é, mapa de espinhas, causas e dicas de tratamento

Você sabe o que é espinha? Sabia que esse é o nome popular para acne, essa é uma queixa dermatológica comum dos problemas faciais.

Porém, existem várias causas para o surgimento de espinhas na pele, te explicaremos 10 causas comuns uma por uma, para que você entenda como funcionará o tratamento.

Esperamos que você saia daqui sabendo tudo sobre espinhas e como trata-las.

Boa leitura!

Qual a diferença entre acne e espinha?

A acne e espinha são a mesma coisa, o termo científico da patologia é acne e o nome popular é espinha. Porém, esse incomodo estético é mais conhecido como espinha.

A inflamação da pele oleosa começa da puberdade, esse problema é conhecido pelos dermatologistas como acne juvenil. No entanto, a acne também pode surgir na fase adulta, na maioria das vezes causada por fatores hormonais.

Sabia que em nossa pele existem glândulas sebáceas que produzem “sebo” para a pele, pois a gordura consegue proteger os cútis. No entanto, quando sebo é em excesso, obstruí os poros e cria um ambiente ideal para proliferação de bactérias.

Para conter essa proliferação, as células de defesa do corpo formam “pus” e desse modo surgem as espinhas na pele.

Mas quais são as 10 causas mais comuns.

Quais são as principais causas para as espinhas?

Conheça as 10 causas comuns das espinhas e o tratamento sugerido.

1. Adolescência

Na fase juvenil entre 13 e 18 anos é comum que os adolescentes tenham espinhas, isso ocorre devido ao aumento hormonal de andrógenos nos adolescentes, como por exemplo a testosterona que estimula a oleosidade da pele.

Mas, como falamos as espinhas podem surgir em qualquer idade principalmente em mulheres após os 30 anos, nesse caso temos a acne tardia causada por alterações na quantidade de queratina produzida pela pele. Esse problema deve ser investigado por um médico dermatológico.

Tratamento de acne na adolescência: o dermatologista é o responsável por avaliar a pele e prescrever medicamentos como: cremes e loções, esse é principal tratamento para melhorar o aspecto das espinhas na adolescência.

2. Falta de higiene da pele

A falta de higiene da pele é outra causa principal para espinhas, quando a pele não é bem higienizada ela acumula impurezas e oleosidade, dessa forma ocorre a formação de cravos e espinhas.

Tratamento de acne por falta de limpeza: realizar a limpeza de pele 2 vezes ao dia, uma vez quando acordar e outra a noite antes de dormir para remover a sujeira do dia. Se a pele for muito oleosa ela precisa ser lavada de 3 a 4 vezes ao dia.

No caso de higiene da pele, sempre é necessário passar por um médico dermatologista para que ele aponte os produtos certos para seu tipo de pele, não acredite que dicas do youtube, nem sempre o que funcionou para outra pessoa dará certo para você.

3. Não tirar a maquiagem

A maquiagem precisa ser retirada totalmente da pele para que não obstruía os poros, os resíduos que ficam na pele principalmente de produtos à base de óleo facilitam a formação de espinhas e cravos.

Tratamento de acne por maquiagem: é preciso usar maquiagem que não sejam muito oleosas, infelizmente algumas bases propiciam o surgimento de espinhas. Após achar a base e os produtos ideais para sua pele, você precisa retirar com a make com demaquilante sempre a noite ou ao chegar na sua casa.

4. Produtos gordurosos

Como falamos anteriormente existem produtos que são gordurosos e ocasionam acne em algumas peles, porém isso se estende para qualquer outro produto, como por exemplo: protetores solares e cremes.

Tratamento de acne por produtos gordurosos:  A melhor maneira de tratar é eliminando os produtos e comprando somente produtos não-comedogênicos. Dessa forma, a tendência a obstruir os poros ficará menor, pois os não-comedogênicos são menos oleosos.

5. Alimentação irregular

Sabia que existem alimentos que inflamam a pele, eles são:

  • Leite e Lacticínios
  • Doces
  • Frituras
  • Produtos gordurosos
  • Carboidratos
alimento mente e corpo

Todos esses alimentos aumentam a chances de desenvolvimento da acne, pois conseguem alterar os hormônios e estimular a inflamação da pele.

Tratamento acne por alimentação: A melhor forma de tratar é evitando o consumo desses alimentos, principalmente carboidratos e gorduras, para ter uma pele lisinhas sem espinhas. Também é preciso se alimentar bem, como preferencialmente: alimentos com efeito antioxidante, antiiflamatórios, verduras, ômega-3, frutas e água.

6. Hormônios

Os problemas hormonais aumentam a produção de oleosidade na pele, um exemplo de problema hormonal que ocasiona a espinha é a síndrome dos ovários policísticos.

Por exemplo, essa síndrome faz com que os andrógenos aumentem, esses são hormônios masculinos que deixam a pele mais oleosa, isso aumenta a tendência a acne.

Tratamento acne causada por hormônios: regular os hormônios e no caso da síndrome do ovário policístico procurar tratamento.

7. Medicamentos que causam acne

Alguns medicamentos causam efeitos colaterais e reações inflamatórias da pele, exemplos: antiiflamatorios e corticoides.

Tratamento acne por causa do remédio: eliminar ou trocar medicação que causa acne. Porém o dermatologista e médico que receitou o medicamento precisam entrar em acordo. Também é possível que a pessoa adote medidas de prevenção e tratamento durante a medicação, a mais comum é optar por loções de limpeza de pele.

8. Raios solares

Sabia que o sol é um dos maiores vilões da pele? Inclusive a radiação UV pode acelerar a oleosidade da pele, isso é um fator que ocasiona acne.

Tratamento acne causa por exposição solar: use diariamente o protetor solar, de preferência em horários com maior incidência de radiação UV, na faixa das 10 horas às 16 horas. Além disso, é possível usar bloqueadores e barreiras físicas, como por exemplos: chapéus, óculos e qualquer coisa que impeça o sol de atingir a pele.

9. Gravidas com acne

A mulher quando fica gravida produz mais progesterona, isso aumenta a oleosidade da pele, criando um ambiente propício para o surgimento de espinhas.

Tratamento de acne causa pelo hormônio da gravidez: Segue a orientação dos dermatologistas, não são todos tratamentos e produtos que podem ser usados, principalmente ácidos. A melhor forma de tratar é passando uma loção para limpeza de pele e lavando com sabão neutros 2 vezes ao dia.

10. Herança genética

A acne genética é um dos tipos mais severos de acne, pode aparecer no rosto inteiro. A maneira mais fácil de tratar é procurando um tratamento dermatológico, em alguns casos é preciso usar o medicações fortes, como por exemplo: roacutan.

Tratamento de espinhas genéticas: Acnes graves precisam do tratamento certo, isso acontece através da investigação clínica do médico dermatologista. No entanto, acne do grau 2 e 4 costumam usar antibióticos e isotretinoína quando os demais tratamentos não respondem. Mas, tudo é um teste o médico não indicará roacutan (isotretinoína) logo na primeira sessão.

Tipos de espinhas?

As espinhas podem ser internas e espinhas externas, quando são espinhas internas acontece a obstrução da glândula sebácea e forma-se um cisto doloroso dentro da pele. Embora seja interna e esse tipo de espinha não tenha saída, o tratamento para os dois tipos é igual.

A acne é um problema comum, em alguns casos ela pode ser grave e manchas pele, por isso a importância de procurar um tratamento dermatológico. Quando você tiver acne tipo 4 ou severa, saiba que esse tipo pode provocar manchas e cicatrizes na pele.

Por isso, pessoas que possuem muita acne com tendência a manchar são prejudicadas emocionalmente e alguns casos chegam a desenvolver baixa autoestima e depressão. Portanto, espinha pode ser uma doença séria!!!

O que é o mapa da espinha?

Na técnica ayurvédica da medicina tradicional que surgiu na Índia, temos um tratamento alternativo a medicina ocidental e que busca a cura do corpo através de métodos naturais. Além disso, existe o mapa da espinha que diz que as espinhas refletem externamente o que está conhecendo com nosso corpo por dentro.

Através desse mapa você consegue decifrar a causa de cada espinha de acordo com os princípios da ayurvédica, o Jornal Medical News Today evidenciou que nos artigos atuais existem provas cientificas dos fatores que influenciam o surgimento da espinha de acordo com sua localização, então faz sentido o mapa das espinhas.

O interessante sobre o mapa das espinhas é conhecer a localização da sua espinha para saber como evitá-las. Existem diversos mapas na internet e não tem uma padronização, porém chegamos a um modelo que ciência e medicina tradicional ayurvédica entram em um consenso.

Veja:

mapa da espinha - Face Mapping  - por que as espinhas surgem na face
Créditos: Blog Dica de Pele por Van Marracini

Zona T

A Zona T é composta pela testa, queixo e nariz, essa é a região onde existe mais glândulas sebáceas, portanto tende a ser a área mais oleosa do rosto. Quando existe a produção de oleosidade em excesso essa é a região onde ficará a maior concentração de espinhas e cravos.

Outra visão segundo o mapa das espinhas é que a região da testa é relacionada ao sistema digestivo e nervos, outros problemas relacionados com as espinhas nessa região são:

  • Estresse
  • Prisão de ventre
  • Problema digestivo
  • Circulação comprometida

A melhor forma de tratar oleosidade nessa região é controlar a oleosidade da zona T, mas sem ressecar a pele totalmente. Outra indicação é beber agua, regular alimentação e fazer exercícios físicos.

Têmporas e linhas do cabelo

Segundo a medicina essas espinhas que surgem perto dos cabelos e têmporas advém dos poros entupidos, pode ser ocasionada por excesso de cremes, condicionador ou shampoo. Qualquer produto que obstruía os poros nessa região pode resultar em espinhas, em alguns casos por exemplo, a pessoa passa em excesso D-pantenol e silicone nos cabelos, bom isso ocasiona espinhas perto dos cabelos.

Já no mapa do rosto está relacionado com:

  • Bexiga
  • Intestino
  • Problemas digestivos
  • Estresse
  • Suor
  • Sono irregular
  • Problemas no fígado
  • Acúmulo de toxinas

Face lateral ou bochechas

As espinhas nas bochechas são ocasionadas pela fricção dessa pele e obstrução dos poros. Porém, os maus hábitos da pessoa podem levar as espinhas nessa região, por exemplo:

  • Não coloque as mãos na bochecha ou não fique tocando o rosto, pois essas duas coisas provocam mais oleosidade na pele.

Outro exemplo, encostar o telefone na bochecha de modo que os smartphones conseguem ser mais sujos que uma privada, cerca de 20 mil fungos e bactérias estão presentes no seu celular. Agora imagine encostar seu celular no rosto toda vez quer for atende uma ligação, as bactérias podem entrar no seus poros facilmente.

Uma dica simples para evitar espinhas nessa região é sempre limpar seu celular e tudo que encoste na sua face, até mesmo a fronha do travesseiro deve ser trocada. Não adianta nada limpar o rosto antes de dormir e fronha do travesseiro continuar suja, troque ela sempre com frequência.

Na medicina tradicional a região das bochechas reflete o sistema respiratório e o pulmão, por isso quem fuma pode desenvolver espinhas nessa região facilmente, esta tudo relacionado ao mapa das espinhas.

Pescoços e queixo

Acne nessa região esta associada com fatores hormonais, nas mulheres a síndrome do ovário policístico é associada. Mas no geral, sempre existe alterações dos hormônios masculinos e isso ocasiona a acne no pescoço ou maxilar.

Algumas mulheres na fase adulta desenvolvem acne nessa região e geralmente comprometem o terço inferior do rosto, a causa mais associada pelos dermatologistas é o uso de anticoncepcional, medicamentos para pressão arterial, e antibióticos.

Se você é mulher e desconfia que sua acne é causada por medicamentos não se automedique vá até ao dermatologista, alguns diagnósticos precisam de exames minuciosos do médico antes de parar de usar anticoncepcional.

Outras causas de acne nessa região são:

  • Laticínio
  • Gordura
  • Alimentos processados
  • Açúcar em excesso

Como tratar manchas de espinhas?

Manchas de espinhas podem surgir pelo mau cuidado com nossa pele, um exemplo comum é não utilizar protetor solar diariamente ou espremer as espinhas.

Além disso, nós não podemos espremer as espinhas, pois isso machuca a pele e mancha. Digamos que não temos a técnica correta para espremer até o final as espinhas e isso pode piora-las.

Sempre procure um profissional para realizar a limpeza de pele e remoção de cravos adequadamente. Também procure um dermatologista para receitar tratamentos clareadores, alguns dermocosméticos e ácidos são capazes de clarear as manchas totalmente.

Existem outros métodos clareadores, como peelings químicos, luz intensa pulsada e Laser. Todos esses tratamentos têm a capacidade de estimular o colágeno e regenerar a pele para tratar manchas.

Mas, que tal entender como o tratamento que citamos é bom para manchas de acne e cicatrizes?

Veja abaixo!!!

Você vai gostar também de:

Tratamento para espinhas

A primeira recomendação de todo médico dermatologista é utilizar filtro solar com ação despigmentante, isso ajuda a reduzir as manchas de espinhas.

O interessante é que no mercado existem filtros solares com base, isso também ajuda a uniformizar o tom da pele para pessoas que possuem manchas. Lembre-se sempre de utilizar o protetor solar em qualquer ambiente e todos os dias, até mesmo quando estiver dentro de casa em um dia nublado.

Retinol e tranexâmico

O retinol e o ácido tranexâmico clareiam as manchas de espinhas, pois estimulam a renovação celular na camada superficial da pele.

O ácido tranexâmico é específico para clarear a pele e pode ser utilizado após a higienização noturna da pele. Além disso, seu uso previne o surgimento de novas espinhas.

Sérum multicorretor

É indicado para melhorar as manchas escuras de espinhas, lembrando que ele deve ser associado com protetor solar para que a hiperpigmentação seja corrigida e tom da pele seja clareado totalmente.

Mas como funciona o Sérum? Renova as células e elimina o pigmento das manchas.

Vitamina C

Utilizar vitamina C para clarear manchas é essencial, pois essa vitamina possui ação antioxidante e ajuda a uniformizar a pele e marcas do processo inflamatório da acne.

Além disso, a vitamina C inibi a ação de raios ultravioletas, outros produtos dermatológicos com mesma ação são:

  • Ácido salicílico
  • Ácido hialurônico

Peeling químico e físico

Os peelings clareiam as manchas esse é um dos melhores tratamentos para uniformizar a textura da pele e cor. Inclusive a Sociedade de Dermatologista do Brasil sugere o tratamento de peeling para clarear manchas de acne e cicatrizes.

Por fim, esperamos que tenha gostado de aprender sobre espinha? Veja também nosso próximo post sobre cravos.

Te esperamos lá, aposto que tem algo novo para você aprender.

Ahhhhh, aproveite nosso cupom 30BLOG para comprar produtos para sua pele na Shopfisio 🙂