Fisioterapia aquática: o que é, especialização, salário e equipamentos

A fisioterapia aquática é uma especialização fisioterapêutica com ênfase em métodos aquáticos de reabilitação e assistência pediátrica.

Separamos as informações mais importantes sobre a fisioterapia aquática para que você possa entender como essa especialização é importante.

Tenha uma boa leitura!

O que é fisioterapia aquática?

A fisioterapia aquática é uma técnica que pertence a fisioterapia para reabilitação, prevenção e promoção da saúde através dos princípios aquáticos. O objetivo é intervir de forma não farmacológica nas principais patologias para que o paciente não precise de medicação ou cirurgias.

Como funciona?

A sessão de fisioterapia aquática é composta por aquecimento dos músculos que serão trabalhados, depois exercícios específicos para atingir os objetivos, como por exemplo:

  • Melhorar a marcha
  • Fortalecimento
  • Ganhar ADM – Amplitude de movimento

Depois dos planos de exercícios seja para membro superior, inferior ou coluna. Posteriormente o fisioterapeuta faz técnicas de relaxamento no final da sessão, como nesse vídeo:

Quais são os benefícios

  • Melhorar força muscular
  • Espasticidade
  • Melhorar circulação
  • Aumentar condicionamento físico
  • Equilibro e coordenação motora
  • Analgesia
  • Promover relaxamento

Contraindicações

  • Incontinência urinária
  • Febre
  • Infecção
  • Fobia de água
  • Pressão Alta e descompensada
  • Problemas críticos de saúde

Em cada sessão o fisioterapeuta deve avaliar o paciente e medir os dados vitais para que ele não seja contraindicado.

Quanto ganha um fisioterapeuta aquático?

Em média um fisioterapeuta aquático registrado ganha 3.000 reais trabalhando para uma empresa privada, essa é a média salarial do fisioterapeuta no estado de São Paulo, mas esse salário pode variar de região para região.

É importante destacar que o fisioterapeuta aquático possui especialização ou pós graduação em hidroterapia, por isso ele ganha mais que o fisioterapeuta geral. Em alguns casos é possível que o fisioterapeuta aquático possua outra especialização em neurologia, já que essa área possui demanda para fisioterapia aquática, inclusive a AACD tem um espaço para reabilitação aquática de seus pacientes com deficiência física.

Sempre tem vagas para fisioterapeutas nesse área na AACD.

Onde fazer hidroterapia?

A hidroterapia deve ser feita exclusivamente por fisioterapeuta para reabilitar problemas ortopédicos, pós operatório, inchaço nas pernas, dificuldades respiratórias, problemas neurológicos, pós fraturas, hérnias discais, artrite, artrose e muitas outras comorbidades.

Os exercícios são bem diferentes da hidroginástica não confunda as duas técnicas, pois são coisas diferentes, enquanto a hidroginástica visa o emagrecimento, a fisioterapia aquática visa a reabilitação do paciente. Percebe a diferença?

A hidroterapia é feita na piscina sempre e obedece os princípios da água para auxiliar nas disfunções do corpo, existem várias técnicas dentro da fisioterapia aquática, cada uma com foco em uma condição do paciente.

Técnicas da fisioterapia aquática

Hidroterapia - fisioterapia aquática
fisioterapia aquática
  • Watsu: realizado em água morna, com 35°C, faz movimentos leves, alongamentos e toques para liberar tensões do corpo e mente, os exercícios são indicados para pacientes com: depressão, tensão aguda, medo, ansiedade, dor muscular, insônia, mulheres gravidas, bloqueios emocionais e outros.
  • Bad Ragaz: técnica especifica para reeducação muscular e promoção de alongamento do tronco; nesse caso o fisioterapeuta precisa de flutuadores para coluna cervical, pelve, tornozelos e punhos.
  • Hidrocinesioterapia: uma das melhores técnicas para minimizar dores e melhorar a qualidade de vida do paciente, os exercícios se concentram mobilizar a articulação, fortalecer, ganhar resistência aeróbica e relaxar. Sendo indicada principalmente para paciente com fibromialgia, deixaremos um artigo aqui para você acompanhar.
  • Halliwick: essa técnica tem 10 pontos que trabalham respiração, equilíbrio e controle do corpo, é um aprendizado realizar o Halliwick, é uma das técnicas mais difíceis da fisioterapia aquática, pois envolve a independência funcional do paciente, o fisioterapeuta ensina atividades e movimentos que são difíceis.  

Equipamentos de fisioterapia aquática

A maioria dos estudos evidenciam e comparam fisioterapia no solo com fisioterapia aquática, esses estudos demonstram que as reações experimentadas são diferentes, inclusive a experiência na água pode tornar o processo mais relaxante e melhorar a execução dos movimentos deo paciente.

A flutuação da água consegue reduzir o peso do paciente, pois é aposta a gravidade, por isso os movimentos são facilitados e paciente pode adquirir sua independência através dos exercícios aquáticos.  

Considerações finais

Os estagiários de fisioterapia passam por todas as disciplinas inclusive a fisioterapia aquática que também pode ser conhecida como hidroterapia, cada técnica selecionada para montar o programa de tratamento do paciente deve ser escolhida com base na avaliação física e anamnese.

Nossa dica é que você sempre considere as evidências cientificas para montar seu plano de tratamento, não faça algo genérico para seu paciente porque ele pode não responder ao tratamento.

A hidroterapia tem que ser diferente dos exercícios do solo, o paciente precisa se sentir bem, relaxado e sentir que é possível ser recuperado!

Bom, se você gostou do nosso artigo, não deixe de ver outro parecido, veja hidroterapia.

Te esperamos lá!