Lipoescultura: conheça tudo sobre o procedimento

A lipoescultura é indicada para melhorar a boa forma do paciente, mas nem todos os pacientes podem fazer.

Embora o paciente tenha tomado essa decisão, é bom passar por uma avaliação com o médico-cirurgião que seja experiente em lipoescultura para avaliar o paciente na sua totalidade: nível hormonal, nível nutricional, estresse e toda parte energética que interfere na sua recuperação.

Pesquisar sobre lipoescultura e como funciona é o primeiro passo para procurar um procedimento adequado para seu corpo e seguro. Lembre-se de procurar sempre um cirurgião plástico credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica para realizar sua cirurgia com segurança.

O que é a lipoescultura?

A lipoescultura é uma lipoaspiração para modelar áreas com excesso de gordura e posiciona-las em locais estratégicos que precisam de remodelamento como, por exemplo: glúteos, panturrilhas e coxas.

Como nome sugere a “lipo + escultura” tem o objetivo de esculpir o corpo, melhorar as curvas e contornos para uma forma harmônica. Portanto, a lipoescultura é diferente da lipoaspiração, cujo objetivo é somente perder o peso e dar o aspecto de “magro”.

Qual a diferença entre lipoescultura e lipoaspiração?

A lipoescultura e a lipoaspiração possuem objetivos diferentes, a lipoaspiração retira somente a gordura do local desejado, esse é o único objetivo da cirurgia. 

No entanto, a lipoescultura coloca a gordura em locais estratégicos para melhorar o contorno do corpo, através de enxertos e retirar a gordura de regiões indesejadas.  

O próprio nome das técnicas evidenciam que existe uma diferença, o termo lipoaspiração significa “sucção da gordura”. Já o termo lipoescultura junta lipoaspiração (sucção e retirada da gordura) com a técnica de lipoenxertia (colocação da gordura que sobrou no corpo onde falta).

Para quem a lipoescultura é indicada?

A lipoescultura é indicação para pessoas que não conseguem emagrecer com dieta e treino adequado. A indicação é para retirar aquela gordura localizada mais resistente em coxas, barriga, braços, pernas e etc. 

Quais são as contraindicações?

Nem todos podem fazer lipoescultura, essa cirurgia deve ser evitada em:

  • Pessoas com IMC maior que 30 Kg/m² (obesidade)
  • Anemia 
  • Doenças crônicas, principalmente: diabetes descompensada e lúpus
  • Cardiopatas ou doenças do coração
  • Paciente com mais de 60 anos
  • Alterações nos exames pré-cirurgia
  • Pacientes com AVC
  • Hipertensão arterial
  • Pessoas com menos de 18 anos
  • Pacientes com baixo percentual de gordura 
  • Anorexia ou qualquer outro transtorno de imagem física

Todos os pacientes devem fazer uma avaliação para que o cirurgião plástico avalie cada caso. É importante investigar o histórico clínico e familiar do paciente antes de considerar a lipoescultura um método para perder gordura.

Como é o pré-operatório?

No pré-operatório o médico realiza uma anamnese no paciente e solicita exames laboratoriais para detectar qualquer problema que possa oferecer riscos durante a cirurgia. Os exames de sangue detectam a baixa quantidade plaquetas e qualquer infecção que o paciente tiver no corpo.

O médico deve avaliar a pressão arterial, perfil cardiológico e funções renais. Também devem ser realizados exames para detectar diabetes (glicemia em jejum) e qualquer outra doenças que comprometa a cirurgia.

O paciente não deve esconder nada do médico, principalmente se toma medicamentos de uso regular, pois serão suspensos antes da cirurgia. Por exemplo: “os anticoncepcionais são suspensos 1 mês antes da cirurgia, pois podem causar tromboembolia (TEV)”. 

Qualquer outro tipo de desconforto ou doença precisa ser relatado ao médico, até mesmo um resfriado, tudo que cause baixa imunidade durante o período deve ser avaliado para que todos os riscos sejam minimizados e a cirurgia seja um sucesso. 

O paciente designa um acompanhante durante todas suas consultas do pré-operatório, essa pessoa deve estar no dia da cirurgia e acompanha-la até a internação. Isso é obrigatório!

Como é feita a cirurgia?

Depois do médico autorizar o paciente a cirurgia de lipoescultura e minimizar qualquer risco relevante, ele leva o paciente para sala de cirurgia para ser anestesiado. O tamanho da área a ser operada sugere o tipo de anestesia aplicada, que pode ser: geral, peridural ou local.  

Quando o paciente estiver anestesiado são realizadas incisões com cânulas para aspirar a gordura. O médico deve:

  • Aspirar o local marcado na pele do paciente, fazer pequenas incisões para que o tubo fino passe através da pele e faça sucção da gordura.
  • Existe um aparelho especifico para separar gordura do sangue (centrifugação de líquidos)
  • Após separar a gordura, ela será colocada em locais do corpo que a paciente deseja aumentar ou remodelar. Geralmente os médicos retiram da barriga a gordura e recolocam no glúteo. Porém, existem outros locais como: face, panturrilhas e lábios.

Como é a recuperação?

A recuperação depende da quantidade de gordura retirada do paciente, nas primeiras 48 horas após a aspiração o paciente recebe os maiores cuidados e atenção. A internação costuma durar 12h a 24h após a cirurgia, o acompanhante do paciente deve busca-lo no hospital após o médico autorizar.

Nos primeiros dias é comum que saia sangue e fluidos do corpo, todos líquidos devem ser removidos com drenos. Por isso, as primeiras horas após a cirurgia o paciente deve passar no hospital. 

O tempo de recuperação varia de 1 semana a 1 mês, o médico receita analgésicos para dor e antibióticos para prevenir infecções.

Na primeira semana após alta, o médico recomenda que o paciente fique em repouso por 1 semana, esse é tempo ideal para que os pontos se fechem e ocorra a cicatrização. Após esse período o paciente deve fazer drenagem linfática para reduzir o inchaço do corpo provocado pelo pós-operatório. 

Quais são os cuidados na pós-lipoescultura?

O paciente precisa usar cinta elástica após a cirurgia, não pode fazer exercícios ou esforço físico. No entanto, precisa fazer caminhadas leves para prevenir trombose e coágulos.

lipoaescultura marcação da barriga com a caneta

Qual a importância da cinta modeladora?

A cinta modeladora é imprescindível no pós-operatório da lipoaspiração ou lipoescultura, pois o corpo não esta acostumado com o novo espaço entre “pele e músculo”. Por isso, a cinta modeladora acomoda a pele para que consiga o novo contorno corporal desejado.

A cinta também é responsável por acelerar a recuperação, controlar o acumulo de líquido no corpo e diminuir possíveis intercorrências do pós-cirúrgico. Existem vários modelos de cinta modeladora , fica a critério do médico indicar a melhor cinta para seu caso. 

Quanto tempo é necessário para ver os resultados?

Geralmente o resultado é visto após 3 meses, mas esse tempo varia de acordo com as sessões de drenagem linfática realizadas e os cuidados do pós-operatório.

Há complicações na lipoescultura?

É normal ter complicações leves como inchaço e acúmulo de líquido, por isso o paciente deve realizar a drenagem linfática com um fisioterapeuta. Entretanto, podem existir complicações graves causadas pela cirurgia, como:

  • Necrose na pele
  • Perfurações de vísceras
  • Embolia pulmonar
  • Deformidades não resolvidas com enxerto
  • Depressões no corpo

Todas as intercorrências graves deve ser monitoradas pelo médico. É importante que o paciente conheça a técnica, se informe e faça o procedimento com um médico de confiança. Nunca faça um procedimento invasivo como a lipoescultura, só porque é barato, procure médicos credenciados pelo Conselho de Medicina/Cirurgia Plástica, com experiência clínica em lipoescultura.

Por mais que as complicações da lipoaspiração sejam raras, elas podem existir e levar o paciente a óbito. Veja o caso, de Thaynara OG que falou das complicações da sua lipo:

Quais são os procedimentos estéticos sem cortes?

Existe uma alternativa mais segura chamada “lipo sem cortes”, esse procedimento tem o objetivo de remodelar o corpo e tratar aquela gordura mais resistente que não sai com dieta e academia.

O procedimento estético que promete o mesmo efeito da lipoaspiração é a lipocavitação.

Assista esse vídeo sobre o treinamento:

Como escolher entre procedimentos sem ou com cirurgia? 

Antigamente tudo poderia se resolver com cirurgia plástica, porque não existiam aparelhos modernos e avançados. A cirurgia plástica tem o papel dar forma e reconstituir uma parte deformada do seu corpo. No entanto, é utilizada também para devolver a autoestima de pacientes insatisfeitas como seu corpo.

A pressão estética é tão grande sobre algumas pessoas que a cirurgia parece ser o único caminho para atingir um objetivo, porém esse deve ser um dos últimos caminhos. 

O primeiro passo antes de procurar uma cirurgia é escolher bons profissionais da medicina estética e de preferência que sejam credenciados na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, esses são os únicos profissionais capacitados para orientar os pacientes e presar pela saúde deles. Um bom cirurgião nunca indicará uma plástica que comprometerá a qualidade de vida do seu paciente.  

Embora, a decisão da cirurgia seja do próprio paciente, o médico deve informar sobre os riscos e metas. Algumas metas pessoais como, por exemplo: emagrecimento são possíveis com tratamentos estéticos avançados e alimentação equilibrada.

Avalie a opinião de outros profissionais da saúde: nutricionista, fisioterapeutas e médicos antes de decidir sobre a cirurgia. Veja esse vídeo do Dr. Rey explicando sobre quando realizar um procedimento cirúrgico.

FAQ: Dúvidas sobre lipoescultura?

[helpie_faq group_id=’1279’/]

Por fim, esperamos que tenha aprendido tudo sobre lipoescultura, se tiver mais dúvidas deixe um comentário abaixo! Lembre-se de ver nosso texto sobre “lipo sem cortes“.