Olho de peixe: conheça o tratamento para essa doença

O olho de peixe é o nome popular para um tipo de verruga na sola dos pés, esse problema de pele atinge mais de 2 milhões de pessoas no Brasil.

Mas você sabe o que causa o olho de peixe? Afinal, essa não é uma verruga simples, precisa de tratamento adequado e você entenderá o porquê nessa matéria.

Continue lendo para aprender mais!

O que é o olho de peixe?

O olho de peixe é causado pelo vírus papilomavírus humano, mas especificamente o HPV subtipo 1, 4 ou 63.

A doença parece um calo nos pés, mas é classificada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia como verruga plantar ocasionada pela infecção dos queratinócitos através do HPV.

As células de queratina ficam predominantemente na epiderme, por isso essa camada de pele fica mais espessa com a infecção. Ou seja, todas as células de queratina infectadas pelo HPV provocarão espessamento da epiderme e aumento da resistência dessas células.

De forma que elas se proliferam quando infectadas (aumentando sua produção). O resultado dessa infecção e proliferação é visível na forma de verruga, após algumas semanas ou meses em contato com o HPV. Esse é o mecanismo responsável pelo surgimento do olho de peixe nos pés.

Quais são os sintomas?

Um dos principais sintomas é a dor ao andar, afinal a doença fica localizada na sola dos pés e pode atrapalhar a locomoção das pessoas.

O olho de peixe é bem característico ao resultado clínico, é uma verruga áspera e com aspecto circular. Como na foto abaixo:

verruga plantar olho de peixe no pé

Também é possível observar a pele amarelada elevada e com pontinhos pretos no meio, aspecto parecido com ‘um olho de peixe’, por isso o nome popular. É muito comum crianças e adolescentes terem essa lesão de forma única ou múltipla. No entanto, o olho de peixe pode aparecer em adultos.

Sabia que o peso do corpo sobre a face dos pés proporciona o aumento da verruga plantar, ou seja, elas tendem a ficar mais profundas e crescerem com o peso do corpo.

Geralmente os pacientes reclamam de dor quando apertam a verruga ou calo plantar, o movimento de “espremer o olho de peixe” causa incômodos ao paciente e não deve ser feito por leigos.

Como se pega olho de peixe?

O olho de peixe é transmitido pelo subtipo do HPV, especificamente os subtipos 1, 4 ou 63. Esse tipo de vírus entra na pele através de fissuras, feridas e cortes na sola do pé. Geralmente o meio de transmissão mais comum é:

  • “Pessoa andando descalço por locais públicos com piso úmido ou molhado, geralmente piscinas, saunas ou banheiros públicos”

Existem pessoas com sistema imune mais fragilizado, como idosos e crianças, por isso o olho de peixe pode ser mais frequente nessa população.

olho de peixe no pé

Como é o tratamento?

 O tratamento do olho de peixe é responsabilidade do médico dermatologista que deve investigar e intervir com tratamento no tecido infectado, geralmente danificando as células de queratina infectadas o problema se resolve.

Não existe nenhum estudo falando sobre os tratamentos que destroem as células de queratina e como isso contribui para resolução da infecção, mas a resposta do tratamento destrutivo demonstra resultados clínicos satisfatórios.

É possível dividir o tratamento das verrugas plantares em vários âmbitos e os principais são:

Ácido salicílico

O ácido salicílico o queridinho dos dermatologistas, é utilizado para estimular o sistema imune no local, geralmente recomenda-se uma concentração de 15% a 40% de ácido salicílico para células queratinizadas espessas. Existem diversos tratamentos com ácido salicílico, em sabote, pomada, adesivo e almofada pad. O importante é que esse tratamento seja feito por até 12 semanas com acompanhamento dermatológico.

Crioterapia

A crioterapia é um dos tratamentos para verrugas plantares que pode ser associado com o ácido salicílico, geralmente é feito a aplicação nos intervalos. A crioterapia utiliza de nitrogênio líquido, por isso não é o tratamento convencional que se utiliza fisioterapia.

A principal desvantagem desse tratamento é a dor, geralmente crianças pequenas não realizam a crioterapia. No entanto, esse é um dos melhores tratamentos para olho de peixe, a eficácia pode ser de até 90%.

É importante preparar a pele para o nitrogênio líquido que pode ser aplicado com spray ou algodão chumaço, de forma que:

  • A pele espessa é raspada, o nitrogênio é colocado no olho de peixe e ele costuma cair após 60 segundos. Essa aplicação deve ser repetida para um melhor resultado, até que desapareça totalmente a verruga plantar.

 Observação: Consulte um dermatologista para mais detalhes do tratamento ou um podólogo.

Outros tratamentos

Se os tratamentos acima não funcionarem a melhor opção é a imunoterapia com alergênicos de contato. O dermatologista é o médico responsável por prescrever esse tratamento, feito com injeções dentro da verruga plantar.

Os fármacos utilizados são:

  • Bleomicina
  • Fluorouracil

A ideia dos quimioterápicos é inibir a proliferação das células de verruga. Existem estudos que comprovam a cura com administração intralesional. No entanto, o médico pode prescrever medicamentos tópicos, geralmente de 4 a 12 semanas, tomados diariamente.

Como prevenir o olho de peixe?

A melhor forma de prevenir é não andar descalço em lugares úmidos, afinal essa é a principal forma de transmissão.

Outras dicas de prevenção são:

  • Lavar os pés com sabão durante o banho, principalmente a sola do pé e dedos
  • Se encostar no olho de peixe lave as mãos
  • Não andar descalço em lugares públicos

Consideração final

Está com olho de peixe? O melhor tratamento é com o dermatologista ou podólogo. O importante é procurar um profissional capacitado para extrair a verruga ou conter o vírus papilomavírus humano na sola dos pés,

Por fim, esperamos que tenha gostado desse conteúdo e temos um presente para você que chegou até o final, utilize o CUPOM 30BLOG na Shopfisio. Aproveite!!