Assim como a Criolipólise há alguns anos, o tratamento por Ondas de Choque está sendo uma inovação e tanto, com seus resultados, formas de aplicação e estudos misteriosos sobre o procedimento e as técnicas aplicadas.

Mas não é que esta famosa técnica é realmente inovadora? Já faz parte das novas tendências estéticas!

Quer saber mais sobre o assunto? Então, venha conosco!

O que são as ondas de choque?

É uma técnica não-invasiva que promove a estimulação mecânica através de ondas/impulsos acústicos de alta intensidade de energia.

Esta técnica é chamada de Martelinho de Ouro das mulheres, afinal ela remodela os “amassados” (celulite), deixando a pele da paciente lisa e sem vestígios.

Como funcionam as ondas de choque?

Os aplicadores de onda de choque contam com um projétil oscilante (a partir de ondas eletromagnéticas, hidráulicas ou piezoelétricas) que geram transmissões acústicas de ondas focais.

Em grande parte dos aparelhos, a frequência pode ser ajustada até 22Hz. Com isso, em 1 segundo há 22 oscilações.

Qual a história das Ondas de Choque?

Durante a Segunda Guerra Mundial, foi observado que náufragos que permaneceram na água na proximidade de explosões de bombas apresentavam danos pulmonares letais ao serem resgatados, sem que fosse encontrada nenhuma lesão externa.

Esses achados despertaram o interesse militar alemão, a fim de formar mais uma arma de guerra através das ondas de choque. Porém, estudos demonstraram que seria uma arma bélica sem grande uso fora do meio líquido, além de que os métodos da época supriam com maior facilidade e economia.

Mas o interesse continuou, devido às evidências causadas e documentadas pelo efeito das ondas de choque nos tecidos humanos. Em 1950 foram realizadas investigações sistemáticas para o uso delas na medicina.

De 1968 até 1971, a interação entre ondas de choque e tecido biológico em animais foi investigada pelo Departamento de Defesa da Alemanha. O resultado mostrou que ondas de choque causam efeitos no organismo.

Particularmente, os efeitos nas interfaces do corpo foram investigados, assim como as diferenças de dissipação das ondas de choque através do tecido vivo.

Por que é chamada de martelinho de ouro?

A principal característica dos equipamentos de onda de choque é estimular mecanicamente, com alta intensidade, os tecidos biológicos sem que a paciente tenha desconforto.

Já nas primeiras sessões, a paciente nota que o contorno corporal está melhor, bem como a pele, que fica mais macia e lisa.

Quais são as indicações para as Ondas de Choque?

As Ondas de Choque são indicadas para pessoas que:

  • buscam diminuir a dor;
  • precisam aumentar a densidade óssea;
  • buscam reabilitação da fisioterapia;
  • têm alterações tendíneas;
  • procuram por acupuntura;
  • querem melhorar a aparência da celulite;
  • desejam tratar a gordura localizada e o contorno do corpor;
  • desejam por mudanças na face.

Quais são os efeitos das Ondas de Choque?

Com as ondas de choque, há formação de vasos sanguíneos novos. Além disso, a produção dos fatores de crescimento é aumentada. Eles são responsáveis pela cicatrização e nutrição dos ossos, tendões e tecidos moles.

A técnica de Ondas de Choque proporcionam, além disso, efeito de analgesia com o bloqueio do sinal de dor ao cérebro, a partir da hiperestimulação.

Os demais efeitos que podem ser sentidos no corpo são:

  • cavitação (bolhas gasosas);
  • eliminação de toxinas;
  • indução e remodelagem de colágeno.

Com isso, os pacientes notam uma aparência melhor na celulite, bem como no remodelamento do corpo. Por fim, veem menos flacidez na pele.

Quais as diferenças entre ondas de choque e ultrassom?

Quando comparamos as Ondas de Choque com o Ultrassom, temos as seguintes diferenças:

Ultrassom                                                                                                                            Ondas de Choque

Onda senoidal                                                                                                                       Alto pico de tensão

Baixa amplitude                                                                                                      Elevação rápida de pressão

Alta frequência                                                                   Queda exponencial de pressão (pressão negativa)

 

Como podemos observar, a onda de choque é um tratamento onde o corpo recebe ondas elétricas mais fortes e com mudanças drásticas de pressão e tensões.

Os efeitos também são diferenciados, mais impactantes e extremos:

Efeito Direto (Primário):

Geração da força mecânica:

Impacto mecânico nos tecidos através de impulsos.

Efeito Indireto (Secundário):

Cavitação:

Formação de microbolhas gasosas nos líquidos biológicos.

As microbolhas aumentam e diminuem de volume e entram em colapso, liberando uma grande quantidade de energia armazenada na forma de jatos de água.

Quais são as indicações para as ondas de choque?

  • Redução da celulite.
  • Melhora da qualidade da pele.
  • Melhora da circulação sanguínea local.
  • Eliminação de toxinas.
  • Aumento do metabolismo dos adipócitos (lipólise).
  • Modelagem não invasiva do contorno corporal.

Quais são as contraindicações às Ondas de Choque?

Se você se encaixa em algum desses casos, evite realizar o procedimento:

  • doença vascular;
  • diabetes;
  • gestantes;
  • hemorragias;
  • infecções sistêmicas;
  • insuficiência circulatória;
  • uso de anticoagulante;

Quais são as áreas de tratamento?

  • Abdômen
  • Flancos
  • Glúteos
  • Coxas
  • Culotes
  • Interno do joelho
  • Posterior do braço

Como conseguir melhores resultados com as Ondas de Choque?

Para conseguir melhores resultados, é interessante combinar o tratamento com bioestimuladores ou radiofrequência.

Caso deseje usar as Ondas de Choque como tratamento único, ela é mais indicada na celulite de grau 1.

Quais são as melhores associações?

Terapia Combinada + Ondas de Choque: Possibilidades e Benefícios

Sabemos que as ondas de choque são grandes aliadas no procedimento de pós-criolipólise, mas você sabia que é excelente associa-las, também, com as terapias combinadas?

Pois é, o procedimento de terapias combinadas realiza a ação do ultrassom junto de correntes terapêuticas, e com isso podemos tratar diversas patologias simultaneamente, como gordura localizada e drenagem, gordura localizada e fortalecimento, entre muitas outras possibilidades que os aparelhos de terapia combinada podem proporcionar.

Agora você deve estar se perguntando, “mas qual o papel das ondas de choque nisso? ”, pois bem, as ondas de choque vão auxiliar de diversas formas, como:

  • Aumentar a maleabilidade tecidual
  • Aumentar a circulação sanguínea
  • Favorecer a lipólise
  • Remodelagem tecidual
  • Tratamento da Celulite
  • Redução da Gordura Localizada

Tratamento de Flacidez Tissular: Criofrequência + Ondas de Choque

O tratamento por ondas de choque se tornou um grande aliado para, praticamente, todos os procedimentos estéticos atuais. Principal potencializador da criolipólise e um excelente parceiro para a terapia combinada, hoje, mostraremos as vantagens de associar as ondas de choque com a evolução da radiofrequência, a criofrequência.

Efeito primário das Ondas de Choque – O Impacto mecânico através dos impulsos eletromagnéticos causa um processo inflamatório medido e controlado que fará com que o organismo produza colágeno e elastina de forma organizada, o que torna as ondas de choque eficazes no tratamento de flacidez tissular.

Criofrequência – Tecnologia muito semelhante à radiofrequência, a Criofrequência atua com a temperatura de 60°C internamente, enquanto externamente está a -10°C. Isso faz com que a temperatura de 40°C a 42°C seja mantida de forma fidedigna para o corpo voltar a produzir colágeno e elastina e se livrar da flacidez.

Ou seja, se unirmos as duas tecnologias teremos uma potencialização gigante no tratamento da flacidez tissular, você já havia pensado nessa possibilidade?

O que diz a ciência sobre as Ondas de Choque?

A Professora Francine Schütz, em 2017, coordenou uma pesquisa positiva sobre as Ondas de choque para tratamentos de celulite.

A pesquisa confirmou os bons resultados na

“adiposidade localizada, através do alisamento da pele afligida pelo enfraquecimento ou até mesmo ruptura dos septos fibrosos, mobilização de células de gordura, redução do edema local e da espessura da camada de gordura pela diminuição gradativa do tecido adiposo afetado por morte celular programada, mantendo os resultados inclusive meses após o tratamento”.

Já em 2018, Rafael Maia concluiu que as Ondas de Choque tiveram

“bons efeitos no tratamento do fibro edema gelóide, visto que promoveu redução da espessura dos septos fibrosos e da camada de gordura no grupo tratado, o que proporcionou melhora na aparência do FEG e na qualidade de vida das participantes”.

Como funciona o Thork?

O Thork é um aparelho de terapia por Ondas de Choque, útil na redução da celulite, além de auxiliar nos quadros de gordura localizada e flacidez.

Com o Thork, espera-se diminuir o famoso aspecto de casca de laranja que a celulite tem. Tudo isso em apenas 10 minutos (para cada área que for tratada).

Se você utilizar o Thork, espera-se que você faça ao menos 10 sessões para um tratamento completo.

Como você viu, para que as Ondas de Choque tenham o efeito esperado, é importante combinar tratamentos, como a radiofrequencia. Então, aprenda agora mesmo um pouco mais sobre ela.

Comentários