O peeling, apesar de ser um procedimento relativamente novo, já é uma tendência por ser considerada sempre quando falamos de rejuvenescimento. O tratamento é uma alternativa não invasiva para manter ou tornar a pele mais lisa, livre de rugas ou manchas, com um aspecto mais jovial e saudável.

Porém, este procedimento tem diversas formas de aplicações, onde o profissional avaliará qual a mais adequada ao tipo de pele do paciente.

Neste texto, você verá tudo que precisa saber sobre o peeling.

Quer conferir? Então, venha conosco!

O que é Peeling?

Peeling é uma técnica que estimula a produção de colágeno e elastina na pele, essas são as proteínas responsáveis por manter um aspecto de firmeza e elasticidade. Ou seja, o peeling nada mais é do que uma forma de promover a renovação celular e a remoção de células mortas, o que permite a regeneração da derme, deixando a pele macia e saudável, com um aspecto mais jovial. Este procedimento pode atingir diversas camadas de pele, de forma que atua:

  • Superficial
  • Intermediária
  • Profundamente

A pele é dividida em três camadas, epiderme (superficial), derme (intermediária) e hipoderme (profunda). A última camada é um tecido subcutâneo, também conhecido como tecido adiposo, onde o peeling não alcança. Logo, o procedimento chega somente até a derme. Cada uma destas camadas possui diferentes subdivisões, onde são encontradas diferentes tipos e formas de células e para cada uma destas existe um peeling diferente.

Quais são os tipos de Peeling?

Existem diversos tipos de peelings, veja: 

  • Químico
  • Físico 
  • Mecânico (diamante e cristal)
  • Enzimático

Cada um se diferencia pela forma como é feita a descamação da pele e o critério de aplicação baseado no tipo, coloração, alterações e objetivo do procedimento definido.

Peeling Químico

No peeling químico, a descamação é feita através de ácidos; eles podem agir superficialmente, na região média ou profundamente.

Os ácidos mais utilizados são: retinóico, glicólico, salicílico, hialurônico e fenol.

O Peeling Químico é classificado em três tipos:

Superficial

Tratamento suave que age com o objetivo de diminuir manchas e amenizar rugas finas e promover a estimulação da renovação de colágeno, que proporciona a firmeza da pele. Este procedimento não interfere na rotina do paciente.

Médio

Neste, a descamação é mais espessa e profunda que o superficial, sendo indicado quando a pele apresenta maiores asperezas, rugas mais aparentes, cicatrizes e acnes, podendo ser utilizado até na eliminação de lesões pré-cancerosas. Para este, os cuidados devem ser maiores durante as atividades diárias.

Profundo

O tratamento profundo é o mais agressivo de todos os peelings, porque provoca uma descamação muito espessa e seu tempo de recuperação é maior. Por estes fatores, o pós-peeling deste tratamento é mais cuidadoso, a fim de prevenir possíveis lesões devido aos raios ultravioletas, temperaturas e impurezas presentes no ambiente.

Mas, em compensação, este peeling é o mais eficiente, seus resultados são ótimos e rápidos, pois a camada atingida é mais profunda, o que traz uma renovação celular mais eficaz, com diminuição de rugas, cicatrizes e acnes mais profundas.

Já os Peelings feitos com ácidos podem ser realizados com 3 diferentes tipos: Ácido Retinóico, Ácido Glicólico e Ácido Salicílico e esses são considerados peeling químicos.

Como os ácidos são usados no peeling químico?

  • Ácido retinóico: é usado para combater estrias, pois promove uma descamação superficial na pele e constante, fazendo com que ela se renove estimulando a formação de colágeno com frequência, melhorando rapidamente a aparência da pele.
  • Ácido glicólico: além do rosto, também pode ser usado em mãos e pescoço. Tem a função de tornar a pele mais macia e atenuar as rugas, bem como em melhorar manchas adquiridas pelo sol e acne.
  • Ácido salicílico: atua no clareamento da pele, além reduzir a quantidade de rugas na face e tratar comedões. Utiliza-se uma solução alcoólica seguida de neutralização com água. O procedimento pode ser repetido entre 2 e 4 semanas e costuma gerar uma descamação a partir do 4º dia pós-procedimento e se prolongar até o décimo dia.

Peeling de água

O peeling de água é aplicado por meio das técnicas inovadoras de hidrodermoabrasão e de hidrodermoinfusão, conhecidas como a evolução da microdermoabrasão com cristais e ponteiras diamantadas. Ambas são grandes tendências nas clínicas do mundo todo e tem ganhado cada vez mais espaço no Brasil.

 

peeling-de-agua-hygiodermo-aqua

Como funciona o peeling de água?

Esse tipo de peeling se vale de um jateamento de água em alta velocidade, associada à pressão negativa da ponteira. A combinação é certeira para promover a limpeza e a esfoliação suave da pele. Vale lembrar, ainda, que quando potencializado via elementos funcionais (tais como cosméticos bioortomoleculares), o protocolo é ainda mais eficaz.

Quais são os diferenciais do peeling de água?

O aumento da procura pelo peeling de água tem justificativa: a água, quando combinada ao vácuo ou à própria caneta diamantada, contribui para suavizar a abrasividade e para minimizar o ressecamento da pele, principalmente em comparação às técnicas tradicionais.

Além disso, considerando que a técnica do peeling desconfigura o manto hidrolipídico, a versão com água auxilia na reposição do líquido, equilibrando e hidratando a pele ainda durante o protocolo.

Na prática, o peeling de água é uma excelente opção para pessoas que são resistentes aos métodos convencionais e preferem alternativas mais brandas — sem abrir mão de resultados excelentes, é claro!

Por que o Hygiadermo Aqua é a melhor opção?

A tecnologia da KLD é a solução perfeita para oferecer o peeling de água na sua clínica — e começar a faturar alto com uma demanda que cresce a passos largos!

O Hygiodermo Aqua, uma das plataformas mais completas do mercado, oferece saídas para correntes elétricas, vacuoterapia, alta frequência e a grande novidade da estética brasileira: o peeling de água.

hygadermo-aqua

O procedimento é perfeito para hidratar, revitalizar, clarear manchas e rejuvenescer a pele. Mas não é só isso: o protocolo atende aos clientes mais exigentes ao dispensar os efeitos negativos do peeling.

Ao contar com o jateamento de água durante toda a aplicação — seja na associação com caneta diamantada ou com vacuoterapia — o desconforto abrasivo é suavizado sem interferir na qualidade dos resultados.

Precisa de mais motivos para se apaixonar pelo Hygiadermo Aqua? Lá vão eles!

1. Trata duas áreas simultaneamente

Em um mesmo paciente e em uma única sessão, utilize a vacuoterapia para tratar a gordura localizada no abdômen e, ao mesmo tempo, aplicar a corrente elétrica nas coxas, provocando o eletrolifting.

2. Programe os tratamentos com facilidade

O display gráfico do Hygiadermo Aqua facilita muito a vida do terapeuta. A tela principal relaciona todos os tratamentos disponíveis e, a depender da seleção, uma gama variada de opções pode ser programada.

display-grafico-hygiadermo-aqua

3. Protocolos para as queixas mais comuns

O Hygiadermo Aqua é uma plataforma para múltiplos tratamentos. Na prática, você não precisa comprar diversos aparelhos para aumentar seu portfolio de serviços: são 11 tipos de corrente, alta frequência, vacuoterapia e peeling de água em um só equipamento!

Quer saber mais sobre o produto e ficar por dentro das novidades da estética? É só deixar seus dados no formulário abaixo. Nós entraremos em contato para explicar os detalhes e, claro, te apresentar as melhores ofertas!

Peeling de cristal

O peeling de cristal é feito por microdermoabrasão, uma esfoliação na pele feita com microcristais de óxido de alumínio, capaz de atenuar cicatrizes, acnes, rugas finas e manchas. É eficaz no rejuvenescimento, aparência e textura da pele.

Quais são os benefícios do peeling de cristal?

  • Remoção de Marcas
  • Melhora do Aspecto da Pele
  • Tratamento de Cravos
  • Tratamento de Manchas
  • Rugas
  • Estrias

Quais são as vantagens do peeling de cristal?

A grande vantagem desta técnica é a ausência de produtos químicos como cosméticos e ácidos, isentando riscos de alergias e esfoliação excessiva na pele de pacientes.

Além disso, o procedimento não chega a ser tão forte como outros tipos de peeling, promovendo a renovação do colágeno sem danificar o tecido, removendo apenas a camada mais superior de tecido e células mortas.

Um dos principais modelos do mercado é o Hygiadermo, que une diversos tratamentos em um único aparelho.

Peeling de diamante

Ele ocorre por microdermoabrasão superficial; neste caso é utilizada uma ponteira de caneta e uma lixa diamantada, que promove a microesfoliação, utilizada para eliminar a camada mais externa da pele, reduzindo ou atenuando manchas, rugas, cicatrizes e acnes, aumentando a maciez e elasticidade da pele.

Como funciona?

Este procedimento é superficial, atingindo somente a epiderme (camada mais externa da pele), dessa forma, o peeling de diamante realiza seu efeito sem afetar ou sensibilizar as camadas mais profundas da pele. Ele também é um procedimento físico que dispões de equipamentos específicos para realizar a microesfoliação da pele, proporcionando mais estabilidade e equilíbrio para o processo.

Dessa forma, com o peeling de diamante é possível realizar a renovação da pele, a recuperação de sua maciez e uniformidade, redução de rugas, linhas finas e poros dilatados, além de estimular a produção de colágeno e elastina.

Quais são as vantagens?

E por não ser um procedimento agressivo, o paciente pode retornar à sua rotina normalmente, fazendo apenas o uso constante do protetor solar. Este é o fator que faz com que o peeling de diamante seja perfeito para o verão.

Peeling a Laser

O peeling a leser é um método recente e inovador de Peeling. O laser age diretamente no tecido, com a incidência do seu feixe de luz, trazendo resultados pontuais, porém, sua recuperação pode ser mais lenta e a hiperemia (vermelhidão) no rosto pode perdurar por mais tempo.

Para saber qual o peeling ideal para seu paciente, avalie todos os critérios importantes para o tratamento e assim, obtenha excelência no resultado e um cliente satisfeito.

O aparelho usado neste procedimento é o Lyra – Equipamento de Luz Intensa Pulsada.

Peeling ultrassônico

Podemos citar também o Peeling Ultrassônico que é realizado através do aparelho Sonopeel, onde o transdutor espátula ultrassônica converte a energia elétrica em energia mecânica (acústica) através do cristal piezo elétrico contido dentro do transdutor, gerando uma vibração leve que fará com que as impurezas da pele sejam eliminadas.

Quais cuidados tomar na aplicação do peeling?

peeling é um reconstrutor da pele que proporciona uma limpeza profunda e remove impurezas e células mortas, criando luminosidade, clareamento e diminuindo as marcas da idade e manchas.

 No entanto, é preciso alguns cuidados antes e principalmente após a realização do mesmo.

Preparação

A preparação Pré Peeling requer que a pele não esteja  bronzeada para prevenção de manchas ou ate mesmo, para que não ocorra maior agressão, já que a pele bronzeada já está mais sensível.

A limpeza de pele é essencial para a preparação para o procedimento, pois assim, a absorção do produto aplicado será maior e no caso do peeling ser mecânico facilitará a atuação do equipamento, acelerando a visualização dos resultados.

Pós peeling

Entretanto, os cuidados Pós Peeling são de extrema importância para que se tenha resultados satisfatórios, e é importante observar que após o procedimento, a pele fica sensível e avermelhada, por isso o uso de protetor solar é indispensável, lembrando que o tipo de protetor deve ser correspondente ao tipo de pele, avaliando o fator de proteção solar (FPS) adequado e a indicação quanto ao tipo de pele, se é oleosa, seca ou mista.

Alimentação

Sabendo que a pele fica mais sensível, deve-se pensar no tipo de alimentação que será ingerida imediatamente após os procedimento, como por exemplo no caso de frutas ácidas, como abacaxi e o limão que podem oxidar os cantos da boca e ainda se atentar durante o uso do creme dental pelo mesmo motivo.

Técnicas que devem ser evitadas

Alguns outros produtos e técnicas devem ser evitadas imediatamente após a realização do procedimento, como depilação de buço com cera e clareamento de pelos, pois a pele estando sensibilizada, estes processos poderão causar ferimentos.

Exposição e protetor solar

Todavia, o cuidado primordial e mais enfatizado se refere a exposição solar e por isso os meses de julho e agosto são os mais recomendados para o tratamento, já que o sol nesses meses é mais “leve”, por que nesses casos, ele pode causar inflamação e descamação excessiva da pele, feriando-a.

Outra forma de exposição que dever ser evitada sem o uso de protetor solar, seria a exposição a lâmpadas fluorescentes, pois causarão o mesmo efeito da exposição ao sol.

Deve-se lembrar que o protetor solar tem duração de 2 horas, sendo necessária a reaplicação mesmo em dias nublados ou chuvosos, e o fator mínimo recomendado é 40.

Água e vapor quente

Dependendo do tipo de peeling realizado é indicado que se evite a prática de atividades que tenham contato com vapor ou água quente, e pensando nisso, é necessário se atentar também a temperatura da água durante o banho.

Cuidados com a pele descamada

Após a realização do peeling a pele irá descamar e sendo assim, de forma alguma, retire as escamas ou esfregue para acelerar a eliminação das peles mortas, pois fazendo isto, ocasionará a formação de manchas e possíveis ferimentos. Esse processo deve acontecer naturalmente e sozinho.

Evitar contato com estruturas que possam agredir a pele sensibilizada, como a barba do companheiro, água com cloro e sudorese excessiva facilitam a recuperação mais rapidamente.

Agora que você sabe tudo sobre peeling, é hora de tomar todos os cuidados e evitar que problemas aconteçam, não é mesmo?

Aproveite, e descubra tudo sobre acne e melhore ainda mais seus resultados.

Comentários